Regulamentos e Formulários

Regulamento de Empréstimos


Acesso à Biblioteca

  1. Considera-se utilizadores das Bibliotecas do Grupo Lusófona todos os alunos, docentes e funcionários dos Grupos Lusófona, ENSINUS, CODEPA e SESC, tendo acesso gratuito a toda a documentação, quer presencialmente, na sala de leitura, quer através de empréstimo domiciliário (exceto se os documentos forem exclusivamente destinados a consulta local), contra a apresentação do cartão de utilizador (aluno, professor, ou funcionário).
  2. As Bibliotecas encontram-se igualmente abertas, para consulta local de documentação, e pesquisa bibliográfica do catálogo em linha e das bases de dados documentais a ex-alunos dos Grupos Lusófona, ENSINUS, SESC e CODEPA, desde que apresentem documento comprovativo. 
  3. O acesso às Bibliotecas exige a passagem por portas de controlo, com torniquetes, para o que é necessário o cartão de utilizador, devidamente atualizado e ativado.
  4. Os leitores externos poderão aceder à Biblioteca e respetivos recursos apenas em regime de consulta local, mediante autorização prévia escrita do Diretor da Biblioteca.
  5. À exceção dos cães-guia, não é permitida a entrada de animais na Biblioteca.

Empréstimos domiciliários

  1. Os utilizadores poderão requisitar, no máximo, 3 documentos em simultâneo.
  2. Os empréstimos são pessoais, não podendo os documentos requisitados ser cedidos a terceiros.
  3. Não são permitidos empréstimos, renovações e reservas por telefone e/ou email.
  4. As obras reservadas, Dissertações de Mestrado, Teses de Doutoramento, Monografias de fim de curso, obras de referência (dicionários, enciclopédias e atlas), publicações periódicas, obras de elevado valor e/ou importância e documentação que, devido às suas características físicas, tenham de ser salvaguardadas em depósito, não podem ser requisitadas domiciliariamente.
  5. Os empréstimos domiciliários destinam-se exclusivamente a alunos, docentes e funcionários do Grupo Lusófona, SESC, CODEPA e ENSINUS.
  6. Estes utilizadores poderão beneficiar do serviço de empréstimo, reserva ou renovação, mediante a apresentação, no balcão de atendimento, do cartão de utilizador devidamente atualizado.
  7. Nos casos em que a identificação do cartão de utilizador for dúbia, os funcionários da Biblioteca poderão pedir um documento de identificação oficial para comprovar a identidade do utilizador.
  8. Apenas serão feitos empréstimos domiciliários a alunos que tenham a sua situação regularizada junto da Tesouraria.
  9. É obrigatória a assinatura dos talões de empréstimo por parte dos utilizadores. No caso das devoluções, é obrigatória a entrega do talão de devolução ao utilizador por parte dos funcionários da Biblioteca, que o deve guardar como prova da devolução, por um período mínimo de 3 meses.
  10. Se se verificar alguma irregularidade, poderá ser solicitado ao utilizador a apresentação do talão de devolução, para que o mesmo possa atestar a devolução do documento. Se o utilizador não o fizer terá que repor o documento em falta ou equivalente (a determinar pela Biblioteca), se o mesmo estiver esgotado no mercado livreiro.
  11. Em caso de extravio ou dano grave das obras emprestadas, o utilizador é obrigado à sua substituição imediata, por um exemplar igual ao requisitado ou, caso o documento se encontre esgotado, por outro de igual valor e com conteúdo informacional semelhante, indicado pela Biblioteca.
  12. Os utilizadores que detenham, por empréstimo, obras pertencentes à Biblioteca deverão, por motivos de segurança, e antes de entrar na sala de leitura, entregá-las para controlo ao funcionário que esteja no atendimento, que, de seguida, as restituirá.
  13. A não observância destas regras poderá resultar na perda de direito de utilização da Biblioteca e respetivos serviços.

Prazos de empréstimo

  1. Regra geral, os livros poderão ser requisitados por um período de 3 dias úteis, renovável pelo mesmo período, caso não exista outro utilizador em lista de espera para o empréstimo dos mesmos. Salvaguardam-se situações de exceção, devidamente justificadas.
  2. Prazos de empréstimo mais prolongados terão de ser sujeitos à aprovação prévia do responsável da Biblioteca.

Empréstimos entre Pólos

  1. Os alunos do Grupo Lusófona, SESC, CODEPA e ENSINUS podem requisitar documentos em quaisquer Bibliotecas dos Pólos, desde que se façam acompanhar do cartão de aluno atualizado. 
  2. A devolução dos livros deverá ser feita na Biblioteca da Instituição em que o aluno está inscrito ou na Biblioteca a que o documento pertence. 
  3. Os prazos de empréstimo mantêm-se, independentemente do local de requisição e devolução.

Penalizações a aplicar no caso de atraso na devolução de documentos

  1. Na devolução dos documentos requisitados, os atrasos serão punidos com interdição de empréstimos domiciliários, cuja duração corresponderá ao dobro dos dias de atraso que se verifiquem aquando da entrega, sendo a mesma expressa em dias úteis.
  2. A não devolução de documentos requisitados na Biblioteca poderá conduzir à suspensão da emissão de certificados e diplomas nos Serviços Académicos das diversas Instituições de Ensino do Grupo Lusófona, CODEPA, SESC e ENSINUS até que se verifique a entrega dos mesmos documentos ou documentos de substituição, de acordo com o Art. 8-alínea k.

Empréstimo interbibliotecas

O Serviço de Empréstimo Interbibliotecas, doravante designado por EIB, permite aos utilizadores o acesso a obras que não estão disponíveis nos fundos da Biblioteca, mediante requisição a outros serviços de documentação, nacionais e estrangeiros, e faculta o empréstimo de obras das Bibliotecas do Grupo Lusófona a utilizadores de outras Bibliotecas e Serviços de Documentação. Este tipo de empréstimo é centralizado na Biblioteca Coordenadora da Rede – Biblioteca Universitária Professor Victor de Sá.

1. Empréstimo de documentos da Biblioteca a outras Instituições

  1. As Bibliotecas só disponibilizam para EIB obras de acesso livre e incondicional nas suas instalações. Excluem-se, portanto, deste serviço, publicações periódicas, obras de referência e documentos que,  pela sua idade, interesse e/ou elevado valor sejam de acesso reservado.
  2. Não estão disponíveis para empréstimo obras em mau estado de conservação ou em processo de restauro.
  3. O pedido de empréstimo deverá ser efectuado, por parte da instituição requerentem, através de correio, email ou telefone.
  4. A responsabiblidade pela integridade física da obra e sua utilização é, exclusivamente, da entidade requerente, incluindo o cumprimento de obrigações legais relativas à propriedade literária, artística e científica das obras.
  5. Relativamente aos custos do serviço EIB, as Bibliotecas regem-se pelo princípio da reciprocidade, ou seja:
    - Serviço gratuito para as Instituições que adotam a mesma política;
    - Custo idêntico ao cobrado pelas Instituições requerentes.
    - O pagamento do serviço EIB deverá ser efetuado por cheque, transferência bancária ou numerário.
  6. O prazo para empréstimo é de 10 dias úteis, incluindo o tempo de correio, salvo se houver um pedido de prorrogação devidamente autorizado.
  7. Só é permitido o empréstimo simultâneo de três obras.
  8. O empréstimo das obras das Bibliotecas em regime EIB destina-se, apenas, a leitura presencial nas instalações das instituições requerentes.
  9. A devolução das obras deve ser efectuada por correio registado, com aviso de receção.
  10. As Bibliotecas reservam-se o direito de não proceder ao EIB nos casos em que as entidades requerentes não tenham cumprido qualquer dos pontos do presente Regulamento ou sempre que os interesses dos seus leitores possam vir a ser prejudicados.

2. Empréstimo de obras de outras instituições a utilizadores da Biblioteca

  1. Os pedidos de empréstimo deverão ser efectuados pessoalmente, em formulário próprio, disponível no serviço de atendimento de cada Biblioteca.
  2. O utilizador é informado dos custos e prazos do processo, antes de ser formalizado o pedido à Instituição que detém a documentação pretendida.
  3. Caso haja custos inerentes ao processo, a documentação só é entregue ao requerente mediante o pagamento por cheque da importância em causa. Todas as despesas envolvidas com o pedido de obras serão suportadas pelo utilizador que recorre a este serviço.
  4. A responsabilidade pela integridade física da obra e respetiva utilização é exclusiva do utilizador.

Testoteca

Mais informações

Rede de Bibliotecas LUSÓFONA

Consultar

Horário de Funcionamento

De 2.ª a 6.ª feira das 10.00h às 22.30h
Ao Sábado das 10.00h às 18.00h

Localização

Campo Grande, 380 - B
1749-024 LISBOA

Contacto Geral

Tel.: + 351 21 751 55 00 – Ext. 711 e 713

Propostas de Aquisição

Todos os utilizadores poderão efectuar uma Proposta de Aquisição.

Preencher proposta

A aquisição de uma obra está sujeita à apreciação da Direcção do Curso/Escola.

Universidade Lusófona
Universidade Lusófona do Porto